Quarto nº 5 - Conrad Smith / Chris Diesel / Paul Smith

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Quarto nº 5 - Conrad Smith / Chris Diesel / Paul Smith

Mensagem por Samantha Hunterfox em Qua Nov 28, 2012 5:26 pm




Conrad Smith, Chris Diesel e Paul Smith


Ocupado

Alunos:
1- Conrad Smith
2- Chris Diesel

3- Paul Smith


Banheiro
Spoiler:




Samantha Olivia
I don't care if you think I'm a bitch...I will make you my slave. ✖️  Cat Princess ✖️  Take care...She isn't a good girl✖️

Thanks @Aiyra For MDD
avatar
Samantha Hunterfox
The Cat's
The Cat's

Mensagens : 203
Data de inscrição : 23/11/2012
Idade : 23
Localização : Provavelmente junto aos V.I.Ps

Ficha do personagem
Família: Hunterfox
Status de Relacionamento: Flertando/Interessado (a) em alguém
Série ou Emprego: 4º Ano

Ver perfil do usuário http://halfheart.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto nº 5 - Conrad Smith / Chris Diesel / Paul Smith

Mensagem por Conrad Smith em Ter Dez 18, 2012 5:13 pm

Conrad havia acabado de chegar da festa, praticamente já que tinha dado uma passada no quarto de uma garotinha que morava logo ali, e neste visita ele saiu sem camisa e completamente encharcado. Com todo o caminho, que nem era tão grande assim, do dormitório feminino pro masculino o garoto se encontrava quase que completamente seco, porém podia-se ver um caminho de pequenas poças d' água que ele havia deixado para trás e ao perceber isso por um instante o garoto lembrou da história de João e Maria, mas logo apagou aquilo de sua mente afinal era uma coisa meio que sem noção. Aquilo o fez dar uma risada que ecoou pelo corredor vazio. Ele abriu a porta do seu quarto esperando encontrar seu irmão ali, ou Chris, ou até mesmo os dois mas nada ali havia se não as malas do garoto e ainda completamente trancadas com os pequenos cadeados. Ele se dirigiu a uma e abriu a mesma separando uma calça jeans comum e um camisa de manga, fechou o zíper da mala e trancou o cadeado novamente, mais tarde ele arrumaria aquela bagaça toda. Jogou as roupas sobre a cama que ele tinha escolhido como sua e se despiu rapidamente tirando a calça e jogando-a sobre uma das cadeiras que tinha por ali.

Entrou debaixo do chuveiro e o ligou, a água estava bem fria como ele gostava e por um instante o garoto brisou com os olhos fechados e a cabeça abaixada, estático sentindo a água gelada escorrer por todo seu corpo e lembrando do que havia acontecido há pouco na sua visita a "Maria", mordeu o lábio inferior sorrindo maliciosamente, aquela mulher era uma loucura só, jamais alguém havia conseguido deixa-lo assim...até agora e ele queria outra dose LOL Começou a se ensaboar percebendo o quanto havia demorado pensando naquilo, ele ainda tinha aula e nem havia dormido um segundo se quer, porém Conrad já estava acostumado a não dormir, na verdade ele era meio que um ser da noite e se sentia com bem mais energia neste horário pois já tinha se acostumado as festanças com seu mano e os amigos dele...falando nele não o via desde o hall, estava desaparecido fazia praticamente um dia, isso se não fosse mais, apesar disto Conrad não estava tão preocupado pois seu irmão já havia sumido por mais tempo, era comum dele já que ele era popular e bem festeiro. O garoto saiu do chuveiro antes desligando-o e pegou a toalha, se enxugou rapidamente, vestiu-se e borrifou um pouco de perfume no pescoço e no cabeço, penteou este rapidamente e foi dali em direção a sua sala de aula.


Turno Encerrado.




"É fácil ser diferente, difícil é ser melhor!"
avatar
Conrad Smith
Populares
Populares

Mensagens : 132
Data de inscrição : 30/11/2012

Ficha do personagem
Família: Smith
Status de Relacionamento: Flertando/Interessado (a) em alguém
Série ou Emprego: 4º ano

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto nº 5 - Conrad Smith / Chris Diesel / Paul Smith

Mensagem por Conrad Smith em Sex Maio 31, 2013 3:31 pm

Conrad deixou escapar um sorriso assim que Anne voltou-se de frente para ele."Tão bom vê-la aqui, não sabe o quanto senti sua falta." Pensava enquanto a olhava, provavelmente de forma abobalhada. Mas rapidamente seu sorriso sumiu sem deixar vestígio e ele franziu o cenho encarando-a nos olhos retornando a profundida com que ela o olhava. Ele podia perceber que Anne estava um tanto quanto hesitante, mas assim que ouviu ela chamar seu nome um ar de alívio surgiu na face do rapaz juntamente com um meio sorriso.-Eu mesmo...-murmurou enquanto observava atento cada gesto que ela realizava, por estar escuro não conseguia definir muito bem as cores mas podia ver claramente o traço deu seus olhos e de seus lábios quando ela os coçou, os mesmos olhos e lábios os quais ele encarou e beijou, respectivamente, no quarto da própria garota e por um instante se pegou divagando com suas últimas lembranças ao lado dela.

O som da voz de Anne o trouxe de volta ao mundo mortal, onde o tempo corria cronologicamente e onde ele realmente estava. Em nenhum momento ele se perguntou o que ela estava fazendo por ali, muito menos pensou na possibilidade de ela estar tentando invadir seu quarto, mas ainda assim decidiu deixar isso pra lá ao escuta-la dizer "...me senti um pouco tonta..." depois disso todas os sons emitidos viraram zumbido e tudo ao redor, a não ser ela, virou vulto. Por um momento deixou a preocupação transparecer em seu rosto, mas uma sacudidela de cabeça tornou sua expressão normal e o trouxe de volta a si.-Tonta? Como assim? Calma ai...-sem esperar resposta ou reação alguma o garoto destrancou rapidamente a porta do quarto e fechou a mão ao redor do pulso de Anne, hesitou por um milésimo de segundo sentindo o calor de sua pele causando algum tipo de "choque", fazia tempo que ele não sentia aquela sensação. Adentrou no quarto puxando-a sem muita força e a pôs sentada em sua cama gentilmente, pegou um copo que estava sobre uma mesinha ali no quarto e abriu a torneira enchendo o copo até a metade. Voltou até a sua cama e parou ajoelhando-se a frente da garota, entregou o copo em suas mãos-Beba.-por um momento pensou ter visto as próprias mãos tremerem e sentiu como se sua voz tivesse falhado, mas tinha certeza que tinha sido curto e grosso, talvez grosso até demais. Respirou fundo e ergueu-se ficando de pé em frente de Anne, passou a mão entre os cabelos deixando novamente a preocupação transparecer.- O que está sentindo?- murmurou encarando-a diretamente nos olhos. Podia-se ver que sua cara irradiava ao mesmo tempo medo, preocupação e felicidade com um certo alívio por estar ali pra poder cuidar dela, e de pé ficou ele, imóvel, esperando-a.




"É fácil ser diferente, difícil é ser melhor!"
avatar
Conrad Smith
Populares
Populares

Mensagens : 132
Data de inscrição : 30/11/2012

Ficha do personagem
Família: Smith
Status de Relacionamento: Flertando/Interessado (a) em alguém
Série ou Emprego: 4º ano

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto nº 5 - Conrad Smith / Chris Diesel / Paul Smith

Mensagem por Anne Hunterfox em Qua Set 04, 2013 10:36 am



Wings wouldn't help

Up with your turret, aren't we just terrified? Shale, screen your worry from what you won't ever find. Don't let it fool you, don't let it fool you...down. Down's sitting round, folds in the gown, sea and the rock below, cocked to the undertow, bones blood and teeth erode, with every crashing node
Wings wouldn't help you, wings wouldn't help you...down. Down fills the ground, gravity's proud. You barely are blinking, wagging your face around. When'd this just become a mortal home?
“Calma Anne, respira, está tudo bem, é apenas o Conrad a sua frente....”
Era esse apenas que matava qualquer coisa, principalmente a Anne, ela sabia que não era apenas um garoto e sim o garoto, aquele com que conseguia fazer Anne se perder dentro de sua própria mente, de sua própria ilusão de vida. Seus olhos eram fixos nele, mesmo escuro, ela conseguia definir onde era cada linha do rosto de Conrad. Sua respiração falhava aos poucos, mas ela conseguia disfarçar para que ele não percebesse.
Por um momento ele pareceu preocupado com ela e então logo a puxou para o quarto antes que ela pudesse dizer algo, a mão dele segurava seu pulso, o calor da pele dele percorreu pelo corpo de Anne fazendo com que ela sentisse um estranho arrepio por ele, mas tentou disfarçar. Ela se sentou na cama e esperou com que o mesmo voltasse, logo trazendo um copo da água, Anne olhava atentamente para o quarto de Conrad, vendo algumas coisas de seus colegas de quarto e outras que provavelmente eram dele.
Respirou fundo podendo inalar o cheiro de lá, não cheirava mal, e sim algo muito bom, algo que era parecido com o cheiro de Conrad. Ele se ajoelhou a sua frente e ela segurou o copo de água enquanto focava seus olhos nele novamente. Sabia que se fala-se algo agora não iria adiantar em nada, abriu um sorriso e deu um pequeno gole na água enquanto ainda o olhava, ela voltou a sorrir e sabia que agora podia falar algo quando ele se levantou. – Conrad, eu estou bem, já passou... Estou melhor.
Anne se sentia sem graça por estar lá dentro, mas ao mesmo tempo estava feliz por estar ali com ele a sua frente. Continuou sentada na cama e seus olhos ainda eram fixos nele, abriu um breve sorriso de canto, colocou o copo em cima de um escravo mudo e voltou a olhá-lo. – E você, como está? Como foi de viagem? – Respirou fundo e esperou a resposta, não sabia direito como puxar assunto com ele, ela queria continuar ali, continuar ao lado dele sentindo aquela pulsação estranha dentro de si.

Tags: #noite #corredor #porta #Conrad #quarto .  Listen: Bon Iver&St.Vincent - Roslyn  .  Using: this





Anne Hunterfox
avatar
Anne Hunterfox
Rebeldes
Rebeldes

Mensagens : 306
Data de inscrição : 28/11/2012
Idade : 23
Localização : Londres

Ficha do personagem
Família: Hunterfox
Status de Relacionamento: Solteiro (a)
Série ou Emprego: 5º Ano

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto nº 5 - Conrad Smith / Chris Diesel / Paul Smith

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum