Corredor dos dormitórios

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Corredor dos dormitórios

Mensagem por Anne Hunterfox em Ter Maio 28, 2013 8:03 pm





Corredor parte masculina

O longo corredor que passa pelos quartos masculinos, onde cruza com outro que do lado oposto se encontra o corredor feminino.




Última edição por Anne Hunterfox em Sab Ago 10, 2013 10:34 pm, editado 1 vez(es)


Anne Hunterfox
avatar
Anne Hunterfox
Rebeldes
Rebeldes

Mensagens : 306
Data de inscrição : 28/11/2012
Idade : 23
Localização : Londres

Ficha do personagem
Família: Hunterfox
Status de Relacionamento: Solteiro (a)
Série ou Emprego: 5º Ano

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Corredor dos dormitórios

Mensagem por Anne Hunterfox em Ter Maio 28, 2013 10:01 pm



Wings wouldn't help

Up with your turret, aren't we just terrified? Shale, screen your worry from what you won't ever find. Don't let it fool you, don't let it fool you...down. Down's sitting round, folds in the gown, sea and the rock below, cocked to the undertow, bones blood and teeth erode, with every crashing node
Wings wouldn't help you, wings wouldn't help you...down. Down fills the ground, gravity's proud. You barely are blinking, wagging your face around. When'd this just become a mortal home?
"Preciso dormir, minha mente está exausta, mas o que adianta pensar em querer em dormir se meu corpo e minha própria mente se recusa a fazer isso? Já fazia dias que não dormia direito, mas porque? Não poderia ser só por ausência, seria ridículo demais da minha parte, nunca fui assim, porque começaria a ser agora? Por favor né Anne, isso não passa de um conflito pequeno em sua mente, não tem nada relacionado a ausências."
Caminhava pelo jardim enquanto pensava e se aprofundava nos pensamentos, Erica havia ido dormir, mas Anne não sentia o minimo de sono, apenas sua cabeça doer de tanto pensar. Se aproximava cada vez mais do internato, aquele local estava completamente vazio, era feriado e todos foram viajar, mas ela assim como sua irmã Sam e outros alunos preferiram ficar, mas quem ela queria que ficasse não estava ali, alias ele havia ido viajar já há um tempo antes, praticamente 1 mês atras, "Como o tempo passou rápido, por mais devagar que pareça." pensou e seus olhos logo se arregalaram só de pensar que 1 mês havia se passado. - Talvez eu esteja lerda demais... - Um suspiro saiu de sua boca após dizer isso.

Parou na frente da entrada que dava do internato para o jardim, levou suas mãos aos cadarços de sua bota pensando em desamarrar para que o salto não fizesse barulho, mas logo lembrou que não havia ninguém para ser acordado, que estava completamente vazio e que só depois de amanhã as pessoas pretendiam voltar ao seu "suposto cargo". Entrou e respirou fundo, aquele local parecia um filme de terror pelas luzes baixas que domavam o local, completamente silencioso, dava pra fazer eco se falasse, na verdade seu salto e respiração pareciam ser um som alto para aquele local. Anne queria passear, não queria voltar para seu quarto agora, preferia caminhar pelo local vazio, ela passou pelo salão de festas parando na porta e fitou o lugar, conseguindo lembrar do que ocorreu naquele dia, seus olhos se fecharam e ela respirou fundo, dando continuidade a sua caminhada, sua mente se jogou nas lembranças de seu quarto e isso a irritou, virou seu corpo e socou a parede. - Que raiva, porque isso tem que acontecer? Chega Anne, você precisa voltar para seu quarto agora. - Disse em um tom um tanto alto onde se criou eco pelos corredores, ela segurou sua saia e suas mãos se apertaram no pano enquanto ela sentia a leve dor que seu soco lhe causou.

Tinha que voltar para seu quarto, mas estava do outro lado da escola, a sua frente estava o corredor dos quartos masculinos, como a escola estava vazia não teria nenhum problema em passar por ali, pelo menos ela acreditava que não, o corredor continuava com a pouca iluminação do colégio, mas ali estava um pouco mais escuro, tanto que sua pele não parecia mais tão clara como era. De repente por seu azar ela parou, parou de frente a porta do quarto de Conrad Smith, ela encarou a porta e respirou fundo, sua mão encostou na madeira que estava um pouco fria, logo se fechou em punho e bateu na porta, ela riu imaginando o quão ridículo era aquilo que ela fazia e então sua mão se abriu ficando completamente encostada na porta, seu corpo se tombou para frente e sua testa se apoiou na porta, sua respiração pesou e sem querer uma lagrima caiu de seus olhos. - Porque você faz isso comigo? - Disse não se importando muito com o volume de sua voz.
Tags: #jardim #noite #corredor #porta . Listen: Bon Iver&St.Vincent - Roslyn . Using: this





Anne Hunterfox
avatar
Anne Hunterfox
Rebeldes
Rebeldes

Mensagens : 306
Data de inscrição : 28/11/2012
Idade : 23
Localização : Londres

Ficha do personagem
Família: Hunterfox
Status de Relacionamento: Solteiro (a)
Série ou Emprego: 5º Ano

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Corredor dos dormitórios

Mensagem por Conrad Smith em Qui Maio 30, 2013 8:48 pm

Havia acabado de chegar de viagem e por isso decidiu ir direto para o seu quarto. Ainda vestia suas roupas "frias" - uma calça longa e uma camisa de manga confortável com uma jaqueta por cima- , afinal o clima da Rússia deixava até mesmo o jovem Smith desconfortável apesar de ele amar tanto o frio e geralmente se sentir bem com ele. A viagem tinha durado um mês e ele tinha feito a mesma para treinar basquete com os melhores da Rússia, e a única coisa que distraiu sua mente durante tal viagem foram os treinos, enquanto não estava treinando estava pensando nela ou no resto de seus poucos amigos. Apesar de ter sido apenas um mês parecia que tinha se passado uma eternidade ao mesmo tempo que passou mais rápido do que ele esperava.

"Parece que nada mudou por aqui, só que tudo está bem mais vazio do que costuma estar, acho que a maioria ainda está aproveitando as férias". Era parte do que passava por sua cabeça enquanto andava pelos corredores que se tornavam cada vez mais escuros a medida que ele adentrava no internato e por isso olhava de relance para cada parede, porta e sala pelas quais passava vendo se havia sido feita alguma mudança mas sempre apertando os olhos para ver melhor. A viagem de volta tinha durado praticamente um dia e por isso estava de madrugada, provavelmente todos estariam dormindo e ele preferia assim pois estava cansado, mas ao mesmo tempo desejava que uma pessoa estivesse acordada e foi exatamente essa pessoa que encontrou encostada a porta do seu quarto, sua respiração falhou por um momento e seu coração bateu forte."Para idiota, se acalma." Respirou fundo largando a mala ao seu lado e se aproximou silenciosamente de Anne, a encarou com as sobrancelhas franzidas achando ter visto algo parecido com uma lágrima mas acabou excluindo aquela imagem da cabeça, não seria possível e estava escuro demais para ele distinguir tais coisas. Pousou a mão sobre o ombro dela gentilmente - Está tudo bem, Anne? - perguntou num sussurro encarando a garota.




"É fácil ser diferente, difícil é ser melhor!"
avatar
Conrad Smith
Populares
Populares

Mensagens : 132
Data de inscrição : 30/11/2012

Ficha do personagem
Família: Smith
Status de Relacionamento: Flertando/Interessado (a) em alguém
Série ou Emprego: 4º ano

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Corredor dos dormitórios

Mensagem por Anne Hunterfox em Sex Maio 31, 2013 9:32 am



Wings wouldn't help

Up with your turret, aren't we just terrified? Shale, screen your worry from what you won't ever find. Don't let it fool you, don't let it fool you...down. Down's sitting round, folds in the gown, sea and the rock below, cocked to the undertow, bones blood and teeth erode, with every crashing node
Wings wouldn't help you, wings wouldn't help you...down. Down fills the ground, gravity's proud. You barely are blinking, wagging your face around. When'd this just become a mortal home?
"Como é ruim sentir isso, como posso sentir algo assim? Controle, preciso de você de volta, na verdade necessito de volta. Por favor volte."
Andava difícil ter controle por si, Anne socou a porta mais uma vez e desistiu, deixando sua mão se apoiar nela, sua testa ainda segurava o peso de seu corpo que por um certo ponto desistia de se manter em pé. Completamente perdida em seus pensamentos, distraída e sozinha, como sempre ela se sentia assim, ela pensava em como seria seu amanhã antes de ser interrompida por uma mão em seu ombro e uma voz que ela nunca conseguiria esquecer. Sua respiração na hora falhou, sua cabeça rapidamente se desencostou da porta e seus olhos se arregalaram, "É ele! Como?Como pode ser ele?", lentamente virou seu corpo logo fazendo seus olhos serem dominados pela visão a frente, Conrad, ele estava ali, na frente dela, estava completamente paralisada, nada se movia em seu corpo além dos movimentos de respiração que estava pesada, o fitava de um modo completamente intenso se perdendo entre o olhar dele, ela não sabia o que fazer.

- Conrad!?- Disse em um tom surpreso
, suas mãos coçaram seus olhos e seus lábios se transformaram em um sorriso de desespero e medo, sua bochechas levemente coraram, mas algo não muito fácil para se reparar no escuro, ela se afastou um pouco - Está, está sim, tudo bem, tudo ótimo... - Disse em um tom desesperado - Eu... eu... desculpe, eu não estava tentando invadir sua porta ou algo do tipo, apenas me senti um pouco tonta e por acaso me apoiei aqui. Desculpe - Continuou com uma desculpinha qualquer para Conrad, pois não queria admitir para si mesma imagine para ele, agora sim estava completamente perdida, sua respiração não voltava ao normal e seus olhos ainda se mantinham fixos nele de um modo que nem ela mesma entenderia.

Como conseguir parar? Como conseguir esquecer? Completamente perdida do jeito que estava ela não lembraria nem quem é mais, era apenas o Conrad, um garoto normal de sua escola, como todos os outros , então porque ficar tão afobada? Não era necessário, mas seu corpo não se controlava, ele queria mostrar tudo o que tinha pra mostrar, todos os sentimentos que sente e quer sentir, ele ao seu lado por completo.
Tags: #jardim #noite #corredor #porta . Listen: Bon Iver&St.Vincent - Roslyn . Using: this





Anne Hunterfox
avatar
Anne Hunterfox
Rebeldes
Rebeldes

Mensagens : 306
Data de inscrição : 28/11/2012
Idade : 23
Localização : Londres

Ficha do personagem
Família: Hunterfox
Status de Relacionamento: Solteiro (a)
Série ou Emprego: 5º Ano

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Corredor dos dormitórios

Mensagem por Conrad Smith em Sex Maio 31, 2013 3:30 pm

Conrad deixou escapar um sorriso assim que Anne voltou-se de frente para ele."Tão bom vê-la aqui, não sabe o quanto senti sua falta." Pensava enquanto a olhava, provavelmente de forma abobalhada. Mas rapidamente seu sorriso sumiu sem deixar vestígio e ele franziu o cenho encarando-a nos olhos retornando a profundida com que ela o olhava. Ele podia perceber que Anne estava um tanto quanto hesitante, mas assim que ouviu ela chamar seu nome um ar de alívio surgiu na face do rapaz juntamente com um meio sorriso.-Eu mesmo...-murmurou enquanto observava atento cada gesto que ela realizava, por estar escuro não conseguia definir muito bem as cores mas podia ver claramente o traço deu seus olhos e de seus lábios quando ela os coçou, os mesmos olhos e lábios os quais ele encarou e beijou, respectivamente, no quarto da própria garota e por um instante se pegou divagando com suas últimas lembranças ao lado dela.

O som da voz de Anne o trouxe de volta ao mundo mortal, onde o tempo corria cronologicamente e onde ele realmente estava. Em nenhum momento ele se perguntou o que ela estava fazendo por ali, muito menos pensou na possibilidade de ela estar tentando invadir seu quarto, mas ainda assim decidiu deixar isso pra lá ao escuta-la dizer "...me senti um pouco tonta..." depois disso todas os sons emitidos viraram zumbido e tudo ao redor, a não ser ela, virou vulto. Por um momento deixou a preocupação transparecer em seu rosto, mas uma sacudidela de cabeça tornou sua expressão normal e o trouxe de volta a si.-Tonta? Como assim? Calma ai...-sem esperar resposta ou reação alguma o garoto destrancou rapidamente a porta do quarto e fechou a mão ao redor do pulso de Anne, hesitou por um milésimo de segundo sentindo o calor de sua pele causando algum tipo de "choque", fazia tempo que ele não sentia aquela sensação. Adentrou no quarto puxando-a sem muita força e a pôs sentada em sua cama gentilmente, pegou um copo que estava sobre uma mesinha ali no quarto e abriu a torneira enchendo o copo até a metade. Voltou até a sua cama e parou ajoelhando-se a frente da garota, entregou o copo em suas mãos-Beba.-por um momento pensou ter visto as próprias mãos tremerem e sentiu como se sua voz tivesse falhado, mas tinha certeza que tinha sido curto e grosso, talvez grosso até demais. Respirou fundo e ergueu-se ficando de pé em frente de Anne, passou a mão entre os cabelos deixando novamente a preocupação transparecer.- O que está sentindo?- murmurou encarando-a diretamente nos olhos. Podia-se ver que sua cara irradiava ao mesmo tempo medo, preocupação e felicidade com um certo alívio por estar ali pra poder cuidar dela, e de pé ficou ele, imóvel, esperando-a.




"É fácil ser diferente, difícil é ser melhor!"
avatar
Conrad Smith
Populares
Populares

Mensagens : 132
Data de inscrição : 30/11/2012

Ficha do personagem
Família: Smith
Status de Relacionamento: Flertando/Interessado (a) em alguém
Série ou Emprego: 4º ano

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Corredor dos dormitórios

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum